10 dúvidas comuns fotografia de parto

“PARTOS? Você fotografa partos? Como assim?”

Quando eu conto para as pessoas que eu fotografo nascimentos eu recebo reações bem diversas:

  1. O olhar de nojinho/perplexidade – a pessoa não consegue entender por que alguém iria fotografar bebês saindo de uma mulher ou estar sequer na mesma sala
  2. O olhar apaixonado – a pessoa entende a grandiosidade e a emoção do momento que eu fotografo e fica querendo ter o meu trabalho 😛

 

Assim, em um esforço para mudar alguns olhares de confusão quando eu falo de fotografia de parto, resolvi criar uma série de posts para desmascarar alguns dos equívocos mais comuns quando as pessoas ouvem o termo “FOTOGRAFIA DE PARTO”. Aqui está o resumo de tudo que eu publiquei.

1. São fotos de partes íntimas

Como fotógrafa de partos, o meu trabalho é registrar o nascimento dos bebês com bom gosto, elegância e fazer imagens estéticamente bonitas. Existem várias formas de fazer isso e de capturar a grandiosidade de um nascimento sem necessariamente colocar fotos de partes íntimas em foco. A cliente não vai receber fotos de virilha, sangue, cortes… mas vai receber a emoção do dia, os pequenos detalhes, a expressão que faz no momento único que é quando você vê o seu bebê pela primeira vez! Não deixe que o medo te assuste a ponto de você deixar de ter esse registro lindo e incrível da sua vida e do novo integrante da família!

2. Vai ter uma pessoa estranha no meu parto

Você não quer um estranho no seu parto… nem eu! Faço questão de conversar bastante com os meus clientes de fotografia de parto antes do nascimento para que possamos nos conhecermos um pouco antes do grande dia. E também para você saber que eu sou discreta, atenciosa e silenciosa na hora do parto. Não serei mais uma pessoa desconhecida na sala de parto. Algumas clientes nem percebem quando eu chego…

Além disso, eu já vi nascimentos e posso passar essa experiência para você. Ficaremos em contato toda semana para eu saber como está a gestação. No fim das contas, já seremos praticamente amigas no dia do parto 🙂

3. Alguém da minha família vai fotografar o parto

“Ah, meu marido/mãe/doula etc vai fotografar o parto pra mim”. Não seria melhor para você se o foco deles fosse cuidar de você e viver o momento em vez de fotografar? Confie em mim, por experiência, que seria muito melhor contratar um profissional! O meu pai fotografou o meu parto e, apesar da habilidade dele, as fotos estão tremidas e escuras por conta da emoção e da dificuldadetécnica (e olha que ele fotografava bem e tinha uma boa câmera)! Quando olho as fotos do meu nascimento, penso que COM CERTEZA vou chamar alguém para
fotografar o nascimento dos meus filhos. Sou SUPER grata ao meu pai por ter tido a coragem de tirar essas fotos enquanto eu nascia, mas acho legal deixa a família viver o momento e deixar as fotos para um profissional.

4. Por que alguém iria querer fotos do parto? É nojento

Eu diria que a maioria dos partos são 95% emoção e apenas 5% “nojo”. Entre aspas mesmo, porque o que há de “nojento” nada mais é que o corpo humano. O corpo da mulher passou por mais ou menos 40 semanas se transformando e dali surge um bebê, isso não é incrível? O nascimento é como um “grand finale”. Claro, haverá altos e baixos durante o trabalho de parto, mas essa é a beleza da história.

5. Vou ter parto normal, então, não posso contratar um fotógrafo

Eu fotografo partos normais e cesárea. Tanto faz, mesmo! A cesárea tem hora e dia marcados, mas, se for parto normal, eu simplesmente vou receber uma ligação sua ou de quem estiver com você e vou pro hospital fotografar quando for a hora 🙂 simples assim! Meu celular está SEMPRE pra tocar, eu moro muito perto das principais maternidades e nunca deu errado. Confia!

6. Não quero minhas parte íntimas expostas na internet

Posso te dar certeza de que isso NÃO estará na internet! Primeiro de tudo, quando se trata de imagens dessa área, eu sei os ângulos que eu posso fotografar para não aparecer mais do que o necessário. Ou seja, você pode ver o que está acontecendo sem realmente ver o que está acontecendo (a menos você me diga especificamente que você quer esse tipo de foto, eu não vou fazer). Além disso, as fotos que eu faço são para você e sua família, não para a Internet (embora eu torça para que você permita que eu coloque algumas delas no meu site para que outras mulheres possam se beneficiar de ver a sua história e se inspirar, mas SEM fotos explícitas). Nada se torna público sem a sua permissão.

7. Você vai estar no meio do caminho

De modo algum! Eu carrego o mínimo – em termos de equipamento – para a sala de parto em um esforço para fazer a minha presença tão invisível quanto possível. Se você não conversar, nem vai lembrar que eu estou ali. Não peço poses, não falo nada e NÃO USO FLASH. Mesmo. O meu trabalho é estar lá para você para documentar sua história como parte de sua equipe do parto. Isso é um privilégio enorme e eu vou fazer tudo que estiver ao meu alcance para garantir que você esteja confortável com quem está lá com você.

 

8. Momento de me avisar

Vou pro hospital quando há algum trabalho de parto ativo. Isso é MUITO variável pelas seguintes questões: se é primeiro filho ou não, se é parto induzido ou não, como foi a gestação, etc. Vou sentindo caso a caso e conversando toda semana com a cliente.

 

9. Burocracia

Basicamente, aqui no Rio: pagar a taxa da maternidade (que na Perinatal e São José custa 250 reais) e conversar com a equipe médica para eles darem o OK.

 

10. Duração do parto

Geralmente eu vou pra maternidade quando já há algum trabalho de parto ativo. Eu fico monitorando, mas geralmente eu vou quando há 3/4 cm de dilatação. Mas isso depende MUITO de cada parto. Já passei 1 hora no hospital (num parto normal!) e 14 horas. Varia MUITO. Não faz nenhuma diferença pra mim.

 

Depois dessa série de esclarecimentos sobre fotografia de parto, espero que a visão de vocês sobre esse tipo de trabalho esteja mais clara. Dúvidas? Preocupações? Se você tiver quaisquer outras perguntas que você gostaria de perguntar, sinta-se à vontade para perguntas e eu vou responder 🙂 para conversar comigo é só me mandar uma mensagem ou e-mail: camila@camilaneves.com.br / 21987517991

 

 

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: